Detector de gases tóxicos para amônia, cianeto de hidrogênio, dióxido de carbono, dióxido de enxofre, cloro, monóxido de carbono, sulfeto de hidrogênio,dióxido de cloro, fosfina e hidrogênio.

IBRID MX6Tango TX1VentisPro 5VentisMX4Radius BZ1Smart 3G C e D Gr1

 

Detector de gases tóxicos

Amônia (NH3) – A concentração máxima de amônia permitida na atmosfera é de 25 ppm (partes por milhão). Acima deste valor, a maioria dos seres vivos desenvolve problemas respiratórios e imunodepressão. Muito usado em sistemas de refrigeração devem ser constantemente monitorados.

Clique e saiba mais sobre :

Detector de amônia  NH3

Calibração de detectores de amônia (NH3)

Cianeto de Hidrogênio (HCN) – Também conhecido como ácido cianídrico ou ácido prússico, é gás incolor com típico odor amargo, lembrando amêndoas. Em casos de inalação pode ocorrer irritação nasal.  Grande parte dos plásticos contêm na sua composição compostos nitrogenados, que por combustão liberam gás cianídrico. Devido à liberação de cianeto de hidrogênio durante a queima de diversos tipos de plástico, as vítimas de incêndios eventualmente têm como causa morte envenenamento devido a inalação deste gás.

Clique e saiba mais sobre Detector de cianeto de hidrogênio HCN

Dióxido de Carbono (CO2) – É um dos gases do efeito estufa que menos contribui para o aquecimento global, já que representa apenas 0,03% da atmosfera. O excesso de dióxido de carbono que atualmente é lançado para a atmosfera resulta da queima de combustíveis fósseis, principalmente pelo setor industrial e de transporte.

Clique e saiba mais sobre Detector de dióxido de carbono CO2

Dióxido de Enxofre (SO2) – Gás incolor, muito solúvel na água, gás irritante para as mucosas dos olhos e vias respiratórias. Em concentrações elevadas, pode provocar efeitos agudos e crônicos na saúde humana, especialmente em nível de aparelho respiratório e  agravar problemas cardiovasculares pela presença simultânea do SO2 e de partículas na atmosfera. É um gás que contribui para o efeito estufa. Países industrializados emitem grandes quantidades desse gás na atmosfera, principalmente a partir de centrais termoelétricas à base de petróleo ou carvão e fábricas de ácido sulfúrico.

Clique e saiba mais sobre Detector de dióxido de enxofre SO2

Gás Cloro (Cl2) – Gás extremamente tóxico e de odor irritante, encontrado formando parte de cloretos e cloratos, sobretudo na forma de cloreto de sódio nas minas de sal gema e dissolvido na água do mar. O cloro é aplicado principalmente no tratamento de águas, no branqueamento durante a produção de papel e na preparação de diversos compostos clorados, como por exemplo o hipoclorito de sódio e hipoclorito de cálcio.

Clique e saiba mais sobre Detector de cloro Cl2

Monóxido de Carbono (CO) –
Gás inodoro, incolor e insípido e é classificado como asfixiante, cuja ação tóxica provoca uma deficiência de oxigênio nos tecidos orgânicos, causada por uma alteração no mecanismo de transporte de oxigênio. Acidentes desse tipo ocorrem com certa frequência, principalmente com pessoas fechadas em garagem com um automóvel em funcionamento. Em baixas concentrações no ar ele pode produzir afecções crônicas, principalmente em pessoas anêmicas ou com deficiências respiratórias ou circulatórias. O monóxido de carbono possui grande afinidade química pela hemoglobina do sangue, em substituição ao oxigênio, o que pode causar a morte por asfixia.

Clique e saiba mais sobre Detector de monóxido de carbono CO

Sulfeto de hidrogênio (H2S)
É um gás incolor, de cheiro desagradável característico, que devido a sua toxidez é capaz de irritar os olhos e/ou atuar no sistema nervoso e respiratório podendo matar (de acordo com a concentração), um ser humano em questão de minutos.

Clique e saiba mais sobre Detector de sulfeto de hidrogênio H2S

Dióxido de cloro (ClO2) – A ingestão de dióxido de cloro pode levar à dor abdominal dentro de cinco minutos de curto prazo ou náuseas, tonturas e dor de cabeça. O dióxido de cloro é também descrita pela OSHA como um irritante grave do olho, em seres humanos e animais experimentais.

Clique e saiba mais sobre Detector de dióxido de cloro ClO2

Fosfina (PH3) – O produto sólido (fosfeto de alumínio) e o gás gerado pela reação com agua (fosfina) são extremamente tóxicos , se o sólido for ingerido e o gás for inalado. A intoxicação causada pode ser fatal. Material irritante ao contato com os olhos e a pele.

Clique e saiba mais sobre Detector de fosfina ( PH3)

Hidrogênio (H2) – O gás de hidrogênio, além de ser altamente inflamável também pode ser asfixiante simples dependendo de sua concentração.  O principal risco é a capacidade de deslocar o oxigênio do ar, principalmente em locais confinados.

Clique e saiba mais sobre Detector de hidrogênio (H2)

 

Clique em assuntos relacionados :

Detector fixo de gás inflamável ou tóxico ou oxigênio

Clique no datasheet detectores de gases SMART3G

Consulte painel de detecção de gases Inflamáveis ou tóxicos ou oxigênio

Clique no datasheet do paínel de controle MULTISCAN++S1

Clique no datasheet do paínel para detector de gases PL4+

Calibração de detectores de VOC

Assistência técnica de detectores de gases é na PerCon

Treinamento de detectores de gases

Manutenção de detector de gases – reparo e calibração

Locação de detector de gases – Programa LOCAR

Troca de detector de gases com reparo inviável – PROGRAMA RECICLAR

Monitoramento de gases em tempo real com o sistema iNet® Now

Treinamento de detectores de gases

Assistência técnica de detectores de gases

Bump test ou teste de verificação

Prevenção de acidentes em espaços confinados

Espaço confinado — Prevenção de acidentes, procedimentos e medidas de proteção conforme a NBR 16577

NR-33 produtos e serviços para detecção de gases

Clique e conheça os cilindro de calibração

Clique e conheça as estações Microdock

Clique e conheça o sistema de gestão Inet

Clique e conheça os serviços de calibração acreditados

Ventis Pro é o detector de gases para as aplicações do futuro

Detector portátil de quatro ou cinco gases Ventis™ Pro Series

Monitor de área para espaços confinado

Teste de verificação ou bump test

Noções básicas sobre detectores de gases

Tipos de sensores de detectores de gases

Espaço confinado

Industrial Scientific

Aluguel de detectores de gases

Segurança e saúde em espaço confinado

Detector de gases

Monóxido de carbono CO

Detectores para compostos voláteis

Sensores de gás – princípios e tecnologias

Riscos atmosféricos

Calibração no cliente

Riscos com amônia NH3

Monitoramento de vazamento

Diferença entre calibração e teste de verificação

Metrologia

Precisão e exatidão em detectores de gases

 

Detector de gases tóxicos é na PerCon

Detector de gases tóxicos podem ser encontrados na PerCon Tecnologia sediada na Rua Dias da Cruz 188 – Sub solo – Méier (percon@acessopercon.com.br) / Fone : 21-2596-8369

Clique para obter informação adicional

Detector de gases