NR33 Bump test ou teste de verificação de detectores de gases

Antes de iniciar um Teste de Resposta certifique-se que tenha as ferramentas necessárias:

  • Cilindro de gases com tipo e concentração do gás de teste – Padrão BW 04 gases CO – 100 ppm H2S – 25 ppm %LEL – 50 % vol O2 – 18 % vol Regulador de vazão Adaptador de calibração Mangueira
  • Um teste de resposta confirma a capacidade do detector de gás responder aos gases alvo. O teste de resposta expõe o detector a concentrações de gás que excedem as definições de alarme confirmando a capacidade do sensor de responder ao gás, portanto consiste em aplicar o gás de referência (span) no equipamento, apenas para verificação da resposta do detector ao contato com os gases, avaliando operação dos alarmes, e se a leitura indicada no display atinge os spans de referência.
  • Conecte o gás de teste, o regulador, a mangueira de amostragem e o adaptador de calibração. Abra totalmente a válvula do regulador e conecte o adaptador de calibração ao detector. A resposta ao gás de teste deverá ser quase imediata. Se os sensores não responderem, demorarem mais de um minuto para responder ou se as leituras não corresponderem ás concentrações do gás de teste, calibre o detector e faça um novo teste de resposta.

Procedimentos do Bump Test NR33 :

  • Certifique-se de que a área esteja livre de gases perigosos e zere automaticamente o detector antes do teste. Use apenas gases de testes de qualidade superior ( Cilindros de calibração ) .

Calibração NR33

Passo a passo da calibração dos modelos: GasAlertMicroCLip XT, XL e X3.

A precisão do seu detector de gás é ajustada através da calibração. Uma forma fácil de entender a calibração é dividila em um procedimento de duas etapas. Na primeira etapa, uma leitura de base (zero) é efetuada em um ambiente de ar limpo. Na segunda etapa, os sensores são expostos a concentrações de gases conhecidas. O instrumento usa esta base e a concentração de gás conhecida para determinar a escala de medição da sua resposta ao gás. Importante: Calibre apenas em áreas seguras e livres de gases perigosos. Não calibre o detector durante ou imediatamente após a carga.

  • Iniciar a calibração Inicie o modo de calibração mantendo pressionado o botão de comando para desativar o detector. Continue a manter o botão pressionado quando a unidade ler “DESLIGA” e após o instrumento ter concluído o desligamento. O display LCD fica em branco por um breve período, depois o detector inicia a contagem regressiva da calibração.
  • Não solte o botão de comando até a contagem regressiva ser totalmente concluída e o detector começar o procedimento de auto zero.
  • Durante o auto zero, o detector define sua base em um ambiente de ar limpo e fresco, onde as leituras esperadas são iguais a 20,9% para oxigênio, 0% LEL para gases combustíveis e 0 ppm para gases tóxicos. Como uma precaução de segurança, o detector avisa sobre uma mensagem de erro se a definição zero (base) Parecer estar fora do nível esperado de parâmetros predeterminados. Após zerar os sensores, você será aconselhado a aplicar o gás de calibração.

Aplicar o gás com cilindro de referência (NR 33)

Certifique-se de que tenha o tipo e as concentrações adequadas de gases, tubos de amostragem, reguladores e adaptador de calibração. Ter as ferramentas corretas é fundamental para uma calibração precisa. Verifique todas as conexões entre o gás de calibração, o regulador, a mangueira de amostragem e os encaixes de conexão rápida. Quando solicitar a aplicar gás, abra totalmente a válvula do regulador e conecte o adaptador de calibração ao detector.

Verifique todas as conexões entre o gás de calibração, o regulador, a mangueira de amostragem e os encaixes de conexão rápida. Quando solicitar a aplicar gás, abra totalmente a válvula do regulador e conecte o adaptador de calibração ao detector.

Obs: Use apenas gases de calibração de alta qualidade e rastreáveis.

Span automático (NR33)

O diagnóstico de Span automático do detector verifica se os níveis do gás de calibração detectados correspondem aos níveis previstos. Se 50% do valor esperado for atingido em 30 segundos, o detector emitirá um bipe e continuará o span. Um Auto Span completo dura aproximadamente dois minutos. Depois de concluído, o detector avisa quando vence a próxima calibração.



Calibração, teste de resposta e Bump-Test, definições (NR33)

Calibração NR33 

De acordo com o a Portaria n° 232 de 08/05/12 – Vocabulário Internacional de Metrologia (VIM), “calibração é o conjunto de operações que estabelece, sob condições especificadas, a relação entre os valores indicados por um instrumento de medição e os valores correspondentes das grandezas estabelecidas por padrões”. Desta forma calibração é a relação entre o valor indicado pelo detector e o valor do padrão de gás. Através desta operação, pode-se estabelecer o “erro de medição” do detector de gás. No VIM, “erro de medição é definido como sendo a “Diferença entre o valor medido duma grandeza e o valor de referência”. Se houver internamente um critério ou limite de erro permissível para erro de medição apresentado e, caso o erro for superior ao limite, se faz necessário um ajuste no instrumento, ou seja, o “conjunto de operações efetuadas num sistema de medição, de modo que ele forneça indicações prescritas correspondentes a determinados valores duma grandeza a ser medida”.

Teste de resposta ou Bump Test (NR33) 

São termos que o mercado instituiu, baseados na definição de “verificação de um instrumento de medição” da Portaria INMETRO n° 163 de 06/09/2005 (Vocabulário Internacional de Termos de metrologia Legal), conforme definido no item 3.12: “Procedimento que compreende o exame, a marcação e/ou a emissão de um certificado de verificação e que constata e confirma que o instrumento de medição satisfaz às exigências regulamentares”. Interessante observar que o teste que o profissional realiza antes do uso do equipamento para verificar a condição de funcionamento do detector de gases, confirmando a capacidade do instrumento em responder aos gases-alvo é conhecido como Teste de resposta/Bump Test e, em alguns casos, ambos os termos são utilizados no mercado como sinônimo de calibração
.

Frequência de envio de detectores de gases para calibração NR33 

Este tema é polêmico, muitos profissionais tem dúvidas a respeito da periodicidade exigida para realização da calibração em laboratório, e as dúvidas surgem justamente pela norma regulamentadora, NR-33, não definir um prazo de retorno ao laboratório para nova calibração. No entanto, o Vocabulário Internacional de Termos de metrologia legal define no item 3.16 a Verificação Periódica como “verificação subseqüente de um instrumento de medição efetuada periodicamente em intervalos de tempo especificados e segundo procedimentos fixados por regulamentos”. Portanto, a responsabilidade por assegurar que o equipamento esteja em condições de utilização (funcionamento de todos os recursos) é da empresa, segundo seus procedimentos internos ou recomendações do fabricante presentes no manual de instruções. Nesse respeito, entende-se que a responsabilidade pela definição do intervalo de calibração, aprovação dos resultados expressos no certificado de calibração e aprovação do equipamento para uso é da gestão da segurança da empresa, que através de seus procedimentos e política de segurança determina o intervalo de verificação e/ou calibração na análise da atividade, nos riscos envolvidos e no histórico das condições de trabalho.

Quando realizar a Calibração (Teste de Resposta ou Bump Test) NR33 ? 

Se a periodicidade da calibração em laboratório não está determinada na Portaria MTE n° 202 de 22/12/06 (NR-33), o teste de resposta ou bump testestá:

Medidas técnicas de prevenção NR33 

Testar os equipamentos de medição antes de cada utilização é também mencionado na NBR 14787:

Maiores informações, baixe o passo a passo completo:

 

 

Clique para assuntos relacionados

Monitor de área Radius BZ1

Monitoramento de perímetro ou cerca de monitoramento usando Radius ™ BZ1

Tanque de armazenamento, monitoramento com o monitor de área Radius ™ BZ1

Monitoramento de espaço confinado com monitor de área Radius™ BZ1

Detector portátil de quatro ou cinco gases Ventis™ Pro Series

Monitor de área para espaços confinado

Teste de verificação ou bump test

Noções básicas sobre detectores de gases

Tipos de sensores de detectores de gases

Espaço confinado

Calibração de detectores de gases

Industrial Scientific

Aluguel de detectores de gases

Segurança e saúde em espaço confinado

Detector de gases

Monóxido de carbono CO

Detectores para compostos voláteis

Sensores de gás – princípios e tecnologias

Riscos atmosféricos

Calibração no cliente

Riscos com amônia NH3

Monitoramento de vazamento

Diferença entre calibração e teste de verificação

Metrologia

Precisão e exatidão em detectores de gases

imagem25

Clique para obter informação adicional

NR33